segunda-feira, 5 de março de 2018

Estrutura Atômica

A estrutura atômica é composta por três partículas fundamentais: prótons (com carga positiva), nêutrons (partículas neutras) e elétrons (com carga negativa).

Toda matéria é formada de átomo sendo que cada elemento químico possui átomos diferentes.

A eletricidade chega às nossas casas através de fios e da movimentação de partículas negativas que fazem parte dos elétrons, que circulam pelos fios.


No núcleo de um átomo estão os prótons e os nêutrons e, girando em torno desse núcleo, estão os elétrons.

Cada núcleo de um determinado elemento químico tem o mesmo número de prótons.

Esse número define o número atômico de um elemento e determina sua posição na tabela periódica.

Em alguns casos acontece de um mesmo elemento ter átomos com números diferentes. Esses são chamados de isótopos.

Prótons

O próton é uma partícula fundamental na estrutura atômica. Juntamente com os nêutrons, forma todos os núcleos atômicos, exceto para o hidrogênio, onde o núcleo é formado de um único próton.

A massa de um átomo é a soma das massas dos prótons e nêutrons. Como a massa do elétron é muito pequena (tem cerca de 1/1836,15267377 da massa do próton), ela não é considerada.

A massa do átomo é representada pela letra (A). O que caracteriza um elemento é o número de prótons do átomo, conhecido como número atômico do elemento.

É representado pela letra (Z). O número da massa (A) do átomo é formado pela soma do número atômico (Z) com o número de nêutrons (N), ou seja, A = Z + N.

Nêutrons

O nêutron são partículas neutras que fazem parte da estrutura atômica dos átomos, juntamente com os prótons. Ele tem massa, mas não tem carga.

A massa é muito parecida com a do próton. O nêutron se localiza na porção central do átomo (núcleo).

Para se calcular a quantidade de nêutron que um átomo possui basta fazer a subtração entre o número de massa (A) e o número eletrônico (Z).

Elétrons

O elétron é uma partícula subatômica que circunda o núcleo atômico, sendo responsável pela criação de campos magnéticos elétricos.

Um próton na presença de outro próton se repele, o mesmo ocorre com os elétrons, mas entre um próton e um elétron existe uma força de atração. Dessa maneira atribui-se ao próton e ao elétron uma propriedade física denominada carga elétrica.

Os elétrons dos átomos giram em órbitas específicas e de níveis energéticos bem definidos. Sempre que um elétron muda de órbita, um pacote de energia seria emitido ou absorvido.

Essa teoria envolve conhecimentos da mecânica quântica e estes pacotes de energia são chamados quantum.

Átomo e a estrutura da matéria

Todas as coisas existentes na natureza são constituídas de átomos (unidade básica de formação das moléculas), a menor estrutura que representa as propriedades físicas e químicas dos elementos ou suas combinações. A estrutura de um átomo e o Sistema Solar é semelhante, pois consideramos que o núcleo do átomo fica concentrado na massa, assim como o Sol; e as partículas girando ao seu redor, denominadas elétrons, são equivalentes aos planetas. Como o Sistema Solar, o átomo possui grandes espaços vazios, que podem ser atravessados por partículas menores do que ele.

John Dalton (1808) propôs a Teoria Atômica. A matéria é constituída de partículas minúsculas chamadas átomos. O átomo é a menor partícula de um elemento que participa de uma reação química. É indivisível e não pode ser criado ou destruído. Átomos de um mesmo elemento são idênticos em todos os aspectos.

J. J. Thomson (1897) descobriu os elétrons em experimentos do Raio Catodo. Para Thomson, os átomos são divisíveis e contêm minúsculas partículas com carga negativa chamada elétrons.

E. Goldstein (1900) descobriu os prótons em experimentos do Raio Ânodo. De acordo com Goldstein, os átomos contêm minúsculas partículas com carga positiva, chamadas prótons, assim devem conter partículas positivas para que sejam eletricamente neutros.

E. Rutherford (1911) descobriu o núcleo (seus experimentos provaram que o átomo possui um corpo altamente carregado positivamente em seu centro chamado núcleo) e propôs a base para a estrutura atômica moderna por meio de seu experimento do desvio da partícula alfa. Os átomos são compostos de duas partes: o núcleo e a parte extranuclear. O núcleo central é carregado positivamente e ao redor do núcleo estão os elétrons, com carga negativa.

James Chadwick (1932) descobriu que os átomos contêm partículas neutras chamadas nêutrons em seus núcleos, juntamente com as partículas subatômicas (elétrons e prótons).

N. Bohr (1940) propôs o conceito moderno do modelo atômico, no qual o átomo é feito de um núcleo central contendo prótons (com carga positiva) e nêutrons (sem carga). Ao redor do núcleo estão os elétrons (com carga negativa), em diferentes trajetórias imaginárias chamadas órbitas.

Na constituição dos átomos podemos verificar que há o predomínio dos espaços vazios. O núcleo, extremamente pequeno, é constituído por prótons e nêutrons. Em torno dele, constituindo a eletrosfera [o diâmetro da eletrosfera de um átomo é de 10,000 a 100,000 vezes maior que o diâmetro de seu núcleo], giram os elétrons. O hidrogênio é o único elemento cujo átomo não possui nêutrons, ele é constituído por um só elétron, que gira em torno de um só próton. 

O elétron e o próton possuem a mesma carga, porém não a mesma massa. O próton tem 1.836,11 vezes mais massa do que o elétron. Cada elétron está ligado ao núcleo pela força de atração entre as cargas positivas do núcleo e a sua carga negativa. A energia consumida neste acoplamento se denomina energia de ligação. Para elementos de número atômico elevado a energia de ligação dos elétrons próximos ao núcleo é muito alta, atingindo a faixa de 100keV, enquanto que a dos elétrons mais externos é da ordem de eV.

Sua carga elétrica está em perfeito equilíbrio eletrodinâmico, porém 99,97% de sua massa se encontram no núcleo. Apesar do núcleo conter praticamente toda a massa, seu volume em relação ao tamanho do átomo e de seus orbitais é minúsculo. O núcleo atômico mede de 10-13 centímetros, enquanto que o átomo mede cerca de 10-8 centômetros.

Escola Técnica Electra




terça-feira, 9 de janeiro de 2018




Sabe responder?

Pense bem para não se confundir!

Já sabe?

Então confira a resposta!

RESPOSTA

A forma correta é entre mim e você.

A preposição "entre" exige o uso de pronome oblíquo, logo, não pode ser usado "eu", por se tratar de um pronome reto.

Exemplo: entre mim e ele.

Entre mim e ti.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Prova de Automação Industrial

Apliquei essa prova de Automação Industrial na FUNCEFET em 16.07.2013, no curso de Mecatrônica. Vou deixar a prova nesse post para quem se interessar resolvê-la. Em outro post colocarei a solução. Espero que vocês tentem resolvê-la.

1a.Questão: Identifique as entradas e saídas do CLP para que se possa realizar o programa do processo abaixo.

2a.Questão: Realize o programa em ladder do processo abaixo. 


Controle de Nível de Água de um reservatório.

O funcionamento desse sistema deve ser o seguinte:

1 - O operador deverá acionar o botão ON (início do processo)  e então automaticamente o tanque será abastecido com água.

2 - As válvulas solenóides e os sensores são do tipo ON-OFF, normalmente fechada.

3 - O botão ON é do tipo pulsador e normalmente aberto. O botão OFF é do tipo pulsador e normalmente fechado.

4 - O estado inicial do tanque é totalmente vazio. A válvula VS02 se abre automaticamente tão logo o sensor de máximo seja atingido e o processo se repetirá continuamente até que o botão OFF seja acionado.

Boa Sorte

sábado, 11 de novembro de 2017

Não funciona! Onde está o erro

Desafio: Descubra o valor desta expressão!



Se você sentir dificuldades, explicamos as regras de expressões neste artigo.

Recapitulando: Sempre resolvemos por primeiro o que está dentro dos parênteses.

É o que vamos fazer em:


60÷2(7+3)

60÷2(10)

-- Agora que o 10 está sozinho dentro dos parênteses, podemos retira-los. 


Lembrando que quando não há sinal entre o número antes do parênteses e o número que está dentro do parênteses, significa que eles estão se multiplicando entre si.

60÷2x10

-- Como aqui temos apenas multiplicação e divisão e os dois são da mesma ordem de importância, resolvemos da esquerda para a direita. No caso de nossa expressão, será o 60÷2 por primeiro.

30x10

300

Resposta: 300


Fonte: Matemática Genial

Não funciona! Onde está o defeito

No diagrama abaixo existe uma  ligação errada. 

R e S é a alimentação do circuito, poderá ser qualquer tensão, 24v, 127v, 220v, etc. L1 é uma carga que no caso é uma lâmpada, que acenderá de acordo com a tensão adotada em R e S. A botoeira S1 energiza o circuito, e S0 desenergiza. K1 é um contator que através dos seus contatos fará a L1 acender.

Então fica o desafio! Onde está o erro!


SOLUÇÃO



Já que ninguém se manifestou, ou porque não entende de comandos elétricos, ou porque está com preguiça, ou porque não está interessado em aprender.

Vamos então a resposta:

1 - O diagrama, circuito ou esquema elétrico é de suma importância para entendermos o funcionamento de um equipamento ou uma máquina.

2 - Ele deve ser bem feito, com capricho e com todas as informações do circuito.

3 - Sem o diagrama fica difícil fazer reparo em uma máquina ou equipamento. Diante de tantos componentes ou dispositivos contidos, se não houver uma indicação dos componentes jamais você poderá reparar esse equipamento.

4 - Diante da importância do diagrama, vamos analisar o nosso circuito.

5 - É um circuito básico de comandos elétricos. Temos duas botoeiras, onde S1 liga o dispositivo e S0 desliga. Poderíamos ter qualquer carga, no nosso caso usei uma lâmpada.

6 - Usamos além das botoeiras, um contator K1, responsável pelo acionamento da lâmpada.

7 - Todo contator tem os contatos de força e os contatos auxiliares, ou o contator que só tem os contatos auxiliares, sem os de força.

8 - Usamos os contatos auxiliares 13-14 e 43-44 do nosso contator.

9 - Na maioria das vezes, em comandos, utilizamos botoeiras não retentivas, ou seja, são botoeiras pulsadoras, não fixas, por questão de segurança.

10 - Portanto se são botoeiras pulsadoras, ao pressionar S1 a lâmpada acenderia e ao retirar o acionamento a mesma se apagaria. Como resolver isso, veremos agora.

11 - A solução para mantermos a carga ligada será a colocação de um contato em paralelo com a botoeira, pois quando o contator for acionado, o contato que pertence ao contator fechará.

12 - A esse recurso chamamos, na linguagem técnica, como intertravamento, mais precisamente de SELO, ou seja, selamos a botoeira.

13 - O erro no diagrama está precisamente no selo, contatos 13-14, pois eles são normalmente abertos, todos contatos terminado em 3 e 4 são abertos, e 1 e 2 são fechados. 

14 - Do jeito que está o diagrama, a lâmpada ficaria sempre acesa, independente da botoeira liga. 

15 - Espero que tenham entendido a explicação, estou aqui para sanar qualquer dúvida, é só entrar em contato.

16 - Abaixo o circuito corrigido. Até a próxima. Voltarei com mais erros em circuitos ou diagramas. Estudem, vocês estão muito preguiçosos. 



Grandes Cientistas

Grandes Cientistas